domingo, 23 de dezembro de 2007

101 - A Bússola Dourada


101 é o número de postagens desde a criação do Labirinto do Sol e da Lua a cerca de dois anos. Minhas postagens são, normalmente, semanais com o intuito de dar mais tempo para que os caminhantes do Labirinto possam apreciá-las. Para que haja uma leitura consciente e minuciosa é necessário tempo e, talvez uma releitura. Assim como aceito com prazer os comentários favoráveis, também aceito as críticas e as sugestões de estudo e a soma da informações postadas em cada caminho. Agradeço a todos os que fizeram do Labirinto um lugar movimentado e contribuíram para a construção de novos caminhos, antes desconhecidos e agora visitados e queridos. A postagem de hoje é sobre uma história que será comentada por muitos dias e entre muitas gerações. É a história de Lyra Belacqua e A Bússola Dourada (A Bússola de Ouro, no Brasil). A Trilogia Fronteiras do Universo é composta dos volumes: A Bússola Dourada, A Faca Sutil e A Luneta Âmbar e, foram escritos por Philip Pullman.


Lyra (Dakota Blue Richards) vive em Oxford, Inglaterra. É uma garota um tanto rebelde, mas de grande coração e tem um daemon (Pantalaimon) que é parte de sua alma e que muda constantemente de forma. Lyra vive na Universidade Jordan e é lá que vive suas primeiras aventuras, quer seja com o amigo Roger, subindo nos telhados da Universidade, quer seja nas ruas, brigando com os gípcios.
Com a chegada de seu tio Lord Asriel (Daniel Craig) e a notícia do Pó, Lyra deseja viajar para o Norte. Ela recebe de presente uma bússola que tem como função dizer a verdade e, ela é a única que pode lê-la sem auxílio de um livro guia.

Algumas crianças são raptadas pelos chamados "papões" (Conselho de Oblação), inclusive Roger e Lyra quer encontrá-los. Com a chegada da Sra. Coulter (Nicole Kidman) à Universidade, Lyra é convidada a viajar com ela e ser sua assistente. A Sra. Coulter e seu macaco dourado, possuem interesses obscuros na menina Lyra.

Resumindo: Lyra irá embarcar numa aventura cheia de emoção e adrenalina. Irá conhecer de perto os Gípcios e navegar com eles, fará grandes amizades como um baloeiro chamado Lee Scoresby (Sam Elliott) e terá a proteção da Bruxa Serafina (Eva Green), além de conquistar a amizade de Iorek Byrnison (voz de Ian McKellen), um urso de armadura. Juntos irão enfrentar muitos perigos e viver uma aventura eletrizante.

A crítica do filme está um tanto dividida, o que era de se esperar. O filme é produzido pela New Line, a mesma de O Senhor dos Anéis, que espera uma superprodução. Alguns vão amar o filme, enquanto outros vão achá-lo sem graça. Apesar de não alcançar um parâmetro de lucro esperado nos EUA, A Bússola Dourada (ou de Ouro) está em primeiro lugar no país. Além disso, tornou-se um jogo de video game para PS3 da Sega. Com certeza o livro é mais interessante e mais completo do que o filme, o que aliás já era de se esperar. Então quem tiver a oportunidade veja o filme e leia o livro. Não prejulgue antes de conhecer a história. A Igreja se sentirá desonrada, mas é sabido que Ela não tem tanta honra como julga ter.

Enfim, A Bússola Dourada, assim como A Faca Sutil e A Luneta Âmbar, são histórias de ficção e como tanto merecem respeito. Admiro quem lê um livro ou vê um filme e consegue tirar proveito de uma boa história, seja ela baseada em fatos reais ou simplesmente fictícia. Nem tudo é perfeito na vida, mas algum proveito tiramos dela, pois do contrário não viveríamos.

A todos, desejo um natal, ou um dia 25 com muita tranquilidade e alegria. Desejo também muita saúde e paz. Cada um com sua crença e com amor no coração faremos desse mundo um lugar melhor para as futuras gerações.

No final da página do Labirinto do Sol e da Lua há um dos trailers do filme. Dê uma pausa na música que toca no Labirinto e aguarde o carregamento do vídeo.

Fiquem bem!

Por Bruxinhachellot

12 comentários:

Metamorfose disse...

Adoro ficção, especialmente a fantástica, mas não é ficção o meu desejo de teres um Santo e Feliz Natal junto de todos os teus, com muita saúde e amor. Beijos

Rain Sister disse...

Um Natal muito feliz.
Beijinhos

Mestre Splinter disse...

´´(...)A Igreja se sentirá desonrada, mas é sabido que Ela não tem tanta honra como julga ter.(...)´´

...Muito bem dito, dona Cláudia Valéria!

Merry Christmas p'ra ti e p'ros teus aí! Fica na boa!

Fernanda Passos disse...

Um natal e Ano Novo repletos de realizações e força p enfrentar as vicissitudes da vida.

Abraço!
Beijo grande

Blogildo disse...

Se eu resolver ir ao cinema conferir, irei por causa da Eva Green e só.
Achei a temática um tanto confusa.

Simplesmente... eu! disse...

Olá!
Quero agradecer as visitas ao meu blog e a presença ao longo deste ano.
Obrigado pela companhia!:)
Desejo tudo de bom para este ano que se avizinha!!
Beijinho

☆Fanny☆ disse...

Olá Bruxinhachellot...

Espero que o teu Natal tenha sido abençoado com muito amor e alegria.
Que o Ano Novo se abra em sorrisos de prosperidade, Amor e muita Paz.

Aproveito para dizer que regressei ao Simplesmente Murmúrios com os meus textos. Não consigo viver longe das letras e dos amigos.

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

O Profeta disse...

Olhos abertos de espanto
A esperança renovada
Há um novo ano que anuncia
Os passos da felicidade na sua chegada

E porque gosto de ti
Companheira de viagem
Que a minha companhia
Não seja uma miragem

E porque tocaste o profeta
Com a delicadeza da tua terna mão
No abrir das minhas portas
Ilumino teu coração


Um mágico 2008


Um beijo da luz

Marco disse...

Antes de mais nada, amiga Bruxinha, eu te desejo um Ano Novo com muitos pensamentos felizes e muita Paz no coração.
Sobre o filme, veja que coincidência: acabei de vê-lo. Nem amei, nem odiei. Achei-o interessante. Queria muito saber quando os livros foram escritos. A história me pareceu usar elementos de Harry potter, Senhor dos Anéis, Star Wars e Crônicas de Nárnia. Reconheci muitos indícios. Mas ainda assim, eu me diverti bastante. Se você me permite uma recomendação, assista a "A vida dos outros". Talvez seja o melhor filme em cartaz no momento.
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Oliver Pickwick disse...

Ei, Bruxinha! Seu blog bem que poderia se chamar "O Correio da Terra Média". Você, a competente redatora-chefe; e Bilbo Bolseiro, o editor; O Gandalf, é claro, seria um colunista permanente.
Gostei da qualidade e da leveza dos textos.
Tomara que tenha ganho um caldeirão novo neste natal.
Beijos, e um feliz ano novo!

Ricardo Rayol disse...

não é esse livro que deixou a santa igreja de cabelo em pé?

Papillon disse...

Como amante que sou de ficcção e de histórias de encantar não resisti e fui ver o filme. Também eu estou dividida na minha opnião. Não é das histórias mais fantasticas que já vi mas no entanto a mensagem subjacente é nobre!

beijinhos de mel