quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

CARNAVAL


"O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar que tem suas origens na Antiguidade e recuperadas pelo Cristianismo, que começava no dia de Reis e acabava na quarta-feira de cinzas, às vésperas da Quaresma. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne nada vale" dando origem ao termo "Carnaval". (...) Atualmente, o Carnaval do Rio de Janeiro é considerado um dos mais importantes desfiles do mundo. Em Portugal, existe uma grande tradição carnavalesca, nomeadamente os carnavais de Ovar, Podence, Torres Vedras e outros. O Carnaval de Torres é o que se mantém mais popular e fiel à tradição, rejeitando o samba e outros estranjeirismos. (...)"
-
Fonte: Wikipédia
-
"De acordo com o calendário gregoriano, utilizado oficialmente na maior parte do mundo, o Carnaval é uma festa móvel porque é indicado pelo domingo de Páscoa, também uma data comemorativa móvel para que não coincida com a páscoa dos judeus. Para saber em que dia cairá as duas festas, determina-se primeiro o equinócio da Primavera (no Brasil é Outono). Não se pode esquecer que o calendário segue as estações do ano de acordo com o hemisfério norte, onde foi criado. O primeiro domingo após a lua cheia posterior ao equinócio da primavera é o domingo de Páscoa. Face a essa regra, o domingo de carnaval cairá sempre no 7º domingo que antecede à Páscoa. A quaresma tem início naquarta feira de cinzas e como o próprio nome diz, tem duração de 40 dias."
Por causa das atuais maneiras de se brincar o Carnaval. muita gente pensa que esta festa tem origem na cultura trazida pelos escravos. Mas, ao contrário disso, o carnaval brasileiro se origina no entrudo português e aqui chegou com as primeiras caravelas da colonização. Recebeu também muitas influências das mascaradas italianas e somente no século XX é que recebeu elementos africanos, considerados fundamentais para seu desenvolvimento. Com essa mistura de costumes e tradições tão diferentes, o Carnaval do Brasil é um dos mais famosos do mundo e, todos os anos, atrai milhares de turistas dos cinco continentes. Após insistentes intervenções e advertências da Igreja Católica, os banhos de água suja foram sendo substituídos por limões de cheiro, esferas de cera com água perfumada ou água de rosas e bisnagas cheias de vinho, vinagre ou groselha. Esses frascos deram origem ao lança-perfume, bisnaga ou vidro de éter perfumado de origem francesa. Uma das figuras mais marcantes da festa é a do Rei Momo, inspirada nos bufos, atores portugueses que costumavam representar comédias teatrais para divertir os nobres. As máscaras e fantasias começaram a ser difundidas aqui ainda na primeira metade do século XIX. O primeiro baile de máscaras do Brasil foi realizado pelo Hotel Itália, no Largo do Rocio, RJ. A idéia logo virou um hábito e contagiou a cidade. Mas, apesar de ser uma maneira sadia e alegre de se brincar o carnaval, contribuiu para marcar as já gritantes diferenças sociais que aqui sempre existiram. O carnaval dos salões veio para agradar a elite e a classe emergente do país, o povo ficava do lado de fora, nas festas de rua ao ar livre. E mesmo com o grande sucesso dos bailes de salão, foi na esfera popular que o carnaval adquiriu formas genuinamente autênticas e brasileiras. Na falta de um gênero próprio de música carnavalesca, inicialmente as brincadeiras eram acompanhadas pela Polca. Depois o ritmo passou a ser ditado pelas quadrilhas, valsas, tangos, charleston e maxixe, sempre em versão instrumental. Somente em 1880 as versões cantadas - entoadas por coros - invadiram os bailes. A primeira música feita exclusivamente para o carnaval foi uma marchinha, "Ó abre alas", composta para o cordão Rosa de Ouro pela maestrina Chiquinha Gonzaga em 1899 e inspirada pela cadência rítmica dos ranchos e cordões. Desde então este gênero, que rapidamente caiu no gosto popular, passou a animar os carnavais cariocas. Elas sobreviveram por um longo tempo, mas foram substituídas pelo samba, que na década de 60 passou a ocupar definitivamente o lugar das velhas marchinhas populares de carnaval nas rádios, nas gravadoras de discos e na recente televisão.
-
-
Algumas curiosidades do Carnaval no Brasil:
  1. O carnaval chegou ao Brasil em meados do século XVIII, o qual foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa;
  2. No começo do século XX, as pessoas decoravam seus carros, se fantasiavam e saiam em grupos pelas ruas, das cidades, dando origem assim aos carros alegóricos;
  3. A primeira Escola de Samba foi criada no dia 12 de agosto de 1928, no Rio de Janeiro e chamava-se "Deixa Falar". Anos depois mudou seu nome para Estácio de Sá;
  4. Na Bahia vemos o carnaval de rua com a participação de trios elétricos, embalados pelo axé. Em Salvador, o carnaval é a maior manifestação popular do mundo;
  5. Criado por Dodô e Osmar a famosa fobica, remodelação de um velho Ford Bigode 1929, tornou-se o primeiro trio elétrico. Totalmente mudado e pintado para a festa, a fobica virou o palco perfeito para à guitarra baiana. Esta invenção transformou o carnaval de rua de Salvador. Que hoje em dia é agitado por vários cantores famosos na Bahia. Os shows dados em cima do trio elétrico são gratuitos e passam pelas ruas dos bairros como Barra, Ondina e Campo Grande. Atraindo uma grande multidão de pessoas, tanto anônimas quanto outros artistas e personalidades;
  6. A tradição carnavalesca paulistana, além do chamado “Carnaval de Rua”, consistente em bailes e brincadeiras populares pelas ruas da cidade, era centralizada na figura dos cordões, entre os quais destacavam-se justamente o Vai-Vai e o Camisa Verde e Branco;
  7. O Carnaval de Olinda preserva as mais puras tradições da folia pernambucana e nordestina. Todo ano, pelas ruas e ladeiras da Cidade Alta desfilam centenas de agremiações carnavalescas e tipos populares, que mantêm vivas as genuínas raízes da mais popular festa do Brasil. São clubes de frevo, troças, blocos, maracatus, caboclinhos, afoxés, cujas manifestações traduzem a mistura dos costumes e tradições de brancos, negros e índios, base da formação do nosso povo e de nossa cultura;
  8. (...)
Carnaval: festa e dança
Irradia alegria e emoção
Ilusão e fantasia na passarela
Samba no pé; adultos viram criança
No compasso de um só coração
*
Máscaras escodem a tristeza
Vozes vibram e afastam a solidão
Fogos enfeitam o céu de cores
Passistas esbanjam charme e beleza
E a energia do Carnaval explode numa canção
-

Autora: Bruxinhachellot
-
Feliz Carnaval!!!

Por Bruxinhachellot

11 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Divirta-se então

efeneto disse...

Cada pequeno Olá, cada pequeno sorriso, cada pequena ajuda é capaz de salvar um coração magoado. Há um milagre chamado Amizade. Você não sabe como ela aconteceu ou quando começou, mas você sabe a alegria que ela traz e percebe que a Amizade é um dos dons mais preciosos que Deus nos concedeu.
Amigos são jóias preciosas, realmente. Eles fazem-nos sorrir e encorajam-nos para o sucesso. Eles estão sempre ali para nos ouvir, para nos elogiar, e estão sempre de corações abertos para nos receber. Neste dia particular para mim, onde comemoro um ano de publicações venha-se associar á festa. Á sua festa…á nossa festa…para o ano cá estaremos mais velhos é certo mas de certeza mais ricos de amizade, de solidariedade e amor com o próximo. Aproveito para lhe desejar um óptimo fim-de-semana na companhia de quem mais desejar. Se o passar sozinho não se esqueça de olhar para o lado. Os amigos estão lá, é só procura-los.
efeneto.

O Profeta disse...

Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro



Mágico beijo

Vera disse...

Uma pequena enciclopédia! Bom sempre saber um pouco mais! E aqui o pouco se fez muito!

Beijo e bom Carnaval

My Heart -Poesias disse...

Nossa, primeiramente veio para agradecer o seu comentario em meu Blog.

Segundo ao entrar no seu Blog, me deparei com uma agradavel surpresa, pois seu Blog, é maravilhoso, e foi prazeroso saber mais coisas referente ao Carnaval!

Muitos beijos!
E volte sempre!


Ariane Castro

keila, a Loba disse...

Não sabia que havia tantas histórias e curiosidades sobre o carnaval, pois ainda bem que chegamos ao fim de quatro dias de ócio tolo pois o que se vê é muita bebida, gente pelada e falta de objetivo - perdoem-me os aficcionados pelo carnaval.

Sem palavras ácidas sobre o tema, que por sinal me deixou informada, deixo um BeijUivoooooooooo pra ti, Bruxinha.

Mestre Splinter disse...

Blíssimo post!Objetivo e repleto de informação...

Infelizmente sou obrigado a compartilhar da opinião da señorita Loba... talvez se mais gente se preocupase assim, em buscar e saber as origens das coisas, teríamos um tanto mais de conteúdo neste nosso atual carnaval, ao invés desse lascivo escapismo......

Divinius disse...

A LUZ QUE TE DEIXO É DA COR DA MINHA VIDA...)*
Gostei de ler:)

Defensor disse...

Salve
Sempre é instrutivo passar por aqui... Aproveitei bastante este Carnaval... para ler e meditar, he he.
Aos poucos vou voltando...
Abraços

multiolhares disse...

No Carnaval sentimo-nos livres
Soltos de amarras onde diariamente
A vida e o preconceito nos prende

Vivi cerca de 12 anos em Torres Vedras
E é como dizes, todos os anos uma dúzia de” carolas “
Não ganham nada é puro divertimento fazem os carros alegóricos, os reis
São sempre dois homens da terra e o povo diverte-se

Beijinhos
luna

Marco disse...

E hoje em dia continua valendo o "Carne nada vale". Aquele monte de mulher pelada lembra um açougue. Embora seja um belo açougue, devo admitir. Carpe Diem.