sábado, 12 de abril de 2008

Perversidade Humana

Hélder Muteia


O ser humano nos surpreende a cada dia.


A ciência cresce vertiginosamente no campo da genética enquanto se arrasta como uma lesma no campo das doenças epidemiológicas como é o caso da dengue, que se alastra feito pólvora no estado do Rio de Janeiro. Culpa de quem? Diria que de cada um de nós, pois a responsabilidade pela vida não se restringe a uma única pessoa ou a um órgão público, mas a todos os que zelam por ela.Por falar em vida, a humanidade esqueceu-se de seu valor. A ninguém é dado o direito de tirar a vida do outro, já que não é dono dela e nem de sua própria.

A origem do mau é uma incógnita, um enigma que ninguém até hoje conseguiu desvendar. Se uma pessoa é má por sua índole ou tornou-se má porque as circunstâncias foram propícias é um mistério não solucionado.

Grandes filósofos do passado estudaram o mau e, muitos deles davam-lhe crédito. Segundo Nicolau Maquiavel, autor de O Príncipe, "...um governante poderia praticar o mau para se manter no poder". Isso explicaria as maiores atrocidades cometidas por governantes contra a humanidade em toda a história do mundo.

O mau pode encarnar de diversas formas, seja através do terror ou de uma filosofia bem estruturada. O holocausto superou as maiores atrocidades cometidas contra a vida humana. A perseguição religiosa, durante séculos, usou de uma filosofia desumana para obter vantagens e poder praticando o que diziam combater. Valendo-se do poder da autoridade que lhe competem administrar, muitas pessoas abusam do seu poder e, consequentemente, os inocentes pagam pela maldade de seus algozes.

Se há tanta maldade no mundo, será que o Criador é bom ou mau? Segundo especialistas, o bem não existe sem a presença do mal. Isso mostra que são grandezas proporcionais.

No Brasil, uma menina de 5 anos é jogada do 6º andar de um prédio. Suspeitos: o pai e a madrasta; uma outra menina de 12 anos, adotada por uma rica empresária é torturada diariamente, sendo obrigada a comer ração animal e fezes de cachorro, tendo as unhas arrancadas, a língua mutilada. Foi encontrada amarrada pelos pulsos, com algodão na boca e fita adesiva para não gritar e pendurada na cobertura do prédio onde morava. Um anjo vizinho salvou-lhe a vida. Crianças ganham bolo envenenado da vizinha; bebês são jogados em rios, valões e no lixo.

A perversidade humana não pára de fazer vítimas, sejam elas crianças, adultos, idosos, judeus, protestantes, tibetanos, animais. A mãe natureza chora pela vida de seus filhos. Será que o mau é um mau necessário?

Se não houver respeito pela vida, ela se desintegrará.

A vida é uma dádiva. Não a faça sofrer. Não mate-a, pois não há nada mais importante que ela.

Obs.: Eis aqui minha revolta contra a perversidade humana.

Fiquem bem.

Por Bruxinhachellot.

19 comentários:

Claudinha disse...

Olá amiga, chego e me encanto com´a música... Leio e me encanto com a sua revolta pelo descaso com a vida. Compartilho dela. Sobre a tal música do Chico, você foi a única a notar. Foi feita exatamente para uma menina com este nome, que está sofrendo de uma doença danada e que tinha perdido a vontade, mas reencontrou forças nos amigos e vai vencer se deus quiser. Um beijo e uma ótima semana!

Ju disse...

puxa. seu desabafo grita por mim também! até quando isso tudo?
beijos, Bruxinha!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, o teu texto mostra a tua revolta contra esta humnidade desumana...
Ningúem faz por parar tanta malvadês... Um dia tudo estará destruído e então tentaram consertar em vão... Muito mais á a dizermas, fico por aquí!!!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Critical Watcher disse...

Eu me envergonho como ser humano. Seria essa nomeaçao correto? Acredito que somos mais que animais irracionais. Mais que vermes incessantes. Já parou pra pensar que só causamos o mal ao mundo?

Bia disse...

Uma postagem que revela também o grito de revolta de todos nós, comprometidos com a valorização da vida, com a dignidade do ser humano. Dói na alma saber que existem seres humanos (?) que ainda agem guiados por instintos tão bestiais.

Tive que ler outras postagens tuas, amiga, para não contaminar com minha revolta ao ler teu artigo (assunto com o qual estamos sempre nos deparando na mídia), os sorrisos e beijos que ora te deixo, desejando-te uma semana ensolarada de alegria. Beijo no coração, meu anjo!

Ricardo Rayol disse...

assino embaixo

Iana disse...

Amiga meu muito obrigada por estar assim de mãos dadas comigo... beijos no seu coração lindo...

Obrigada pelos dias nublados que passei e ainda ando passando, estar assim do meu ladinho me dando sua mão e esse lindo coração amigo... Obrigada por pensar em mim...

E desculpas a minha ausênsia ok?!?!

"Encontrar um amigo é decobrir um tesouro etalvez seja até mais:
Pois um amigo traz mais consistência a nós, por existir.

Um tesouro é inerte e tanto faz qual o sentimento estamos a curtir
Um tesouro não tem como influir;
O amigo é diferente, ele é capaz de se alegrar connosco ou de sofrer
quando estamos sofrendo!!!

Beijos, beijos, e beijos adoro você
Iana!!!
PS: Já publiquei a 4ª parte de Vidas-interrompidas, espero vc...

keila, a Loba disse...

teu post tem a ver com a minha mensagem, Bruxinha.

Estive ausente um tempão, não foi? Estive adoentada, fui vítima de um diagnóstica precipitado, precisei me submeter a uma cirugia de emergência, mas, enfim, estou voltando. Como agora já fui liberada peló médico para descer as escadas, agora posso conversar com os amigos por mais tempo, pois meu quarto é no andar de cima e eu descia às escondidas para ver o mundo via internet.

Bom, estamos em campanha nos Uivos pelos motivos que exporei aqui:

É hora de informar ao povo brasileiro que os iraquianos têm barba e não são simpáticos como os tibetanos; não são tão espirituosos como os tibetanos, mas eles têm uma fé inabalável; empunham armas, soltam bombas e estão sempre procurando proteção contra atentados; as vezes não estão com roupas limpas porque estão defendendo o seu país.

Talvez por serem assim, o povo iraquano não tem conquistado a simpatia de grande parte do mundo em favor da liberdade daquele país, mas o que mais nos deixa temerosos é que continuemos a aceitar a farsa americana de que eles têm arsenais bioquímicos para serem usados contra nós. Se tivessem, já teriam usado.

Eis o motivo pelo qual deveremos repassar esse e-mail e muitos outros que virão a quanto pudermos, pois o povo brasileiro não aceita o holocausto revivido que Bush e a Onu estão impondo aquele povo. Não podemos deixar que a loucura de BusHitler seja revivida em pleno século 21.

Você, eu e milhões em todo o mundo sabem que nós somos os donos do nosso país, o Brasil é a nossa casa, o mundo é parte de onde vivemos, e por isso não aceitamos que nações tidas por poderosas entrem, sem o consentinmento do seu povo, para promover o vergonhoso holocausto que estamos vendo todos os dias pela televisão.

NÃO CALEMOS A ISSO, AMIGOS.

Deixe seu e-mail nos Uivos e enviarei a mensagem com dados precisos. Obrigada.

BeijUivooooooooooooooosssssss da Loba

Maria Regina disse...

Lindo texto!
Que bom se todos tivessem ouvidos para ouví-lo!

Beijos
E obrigada pela visita ao meu blog

http://comecardenovo2008.blogspot.com/ disse...

que horror, sabia que a humanidade não presta, mas assim tão concentrado me fez mal ao estômago
Boa noite e que os anjos desçam sobre a terra e salvem os inocentes

Lyra disse...

Olá!

Obrigada pela tua simpática visita ao meu caos.

Gostei muito do que li no teu e quero felicitar-te por isso.
Compartilho contigo a revolta contra esta perversidade que, infelizmente se está a alastrar pelo mundo inteiro e na mente humana...
Como é possível fazerem-se atrocidades a anjos inocentes? Como? porquê? O que se tira disso, prazer? poder? Não, não posso acreditar!
Há perceber a motivação real, até ao seu âmago e combater este rumo desordenado pelo qual estamos a ir! É urgente!

Beijinhos e até breve

;O)

A alma não está á venda disse...

Olá Bruxinha.
Será que hoje é meu dia de ler tristeza?
O que andamos nós a fazer? A vida é tão bela quando se tem respeito, por todas as suas formas.
Assino este teu post com muito amor.
Beijinhos e um sorriso
Maria

Marco disse...

Não creio, amiga, que o mal seja um mal necessário. Ninguém tem que ser mau e se o é, é por conta do livre arbítrio que temos. O mal como entidade existe desde que o homem é homem. Em certas ocasiões, parecer ser mau é uma questão de ponto de vista. Se vemos um tubarão devorando uma criancinha, achamos que o bicho é mau e tem o mal encarnado. Mas se vemos uma criancinha comendo um bife de filhorte de tubarão, achamos a coisa mais fofa do mundo. Um animal atacar o outro para se alimentar não pode ser considerado como maldade. É da sua natureza. Acontece que o homem além de matar para comer, mata movido por um sentimento mau, mata movido pelo mal. Esse mal é inerente à natureza humana. De forma geral, o homem é mau e pratica o mal. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Plum disse...

Gostei bastante deste post. Fico a reflectir!Abraços!***

Guhn disse...

See Please Here

Suave Toque disse...

"Durante toda nossa vida, pessoas passam por nós,
Dia após dia,
Más somente algumas dessas pessoas ficam para sempre em nossa memória.
Essas pessoas são ditas amigas...
E as levamos para sempre em nossos corações,
As vezes pelo simples fato de terem cruzado nosso caminho,
As vezes pelo simples fato de nos terem dito uma palavra de conforto, quando precisamos,
As vezes por terem nos dado um minuto de atenção,
Nos ouvindo falar de nossas angústias, medos, vitórias, derrotas...
As vezes por terem confiado e nos terem contado também seus problemas,
Angústias, medos, vitórias e derrotas...
Isso é ser amigo, ouvir, confiar, amar,
E amigos de verdade ficam para sempre,
Longe, perto...
Assim como as pegadas na alma."

Um grande beijo e um feliz final de semana.

Elcia Belluci

Perla disse...

Minha querida,
acho que quem sente revolta não se devia calar!
O mal não é necessário ao bem, nunca! Não pode!
O que existem é pessoas frustradas que só se sentem bem fazendo o mal (o bem de uns é o mal de outros), mas isso são comportamentos desviantes, não podem ser encarados com normalidade.
Devemos todos lutar contra o mal do mundo, de todos os modos ao nosso alcance, mas não agindo da mesma forma, pagando o mal com o mal, porque aí estamos a ser iguais.
Beijinho e bom fim de semana

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida amiga, passei para reler-te e deixar um beijinho de carinho.
Fernandinha

Defensor disse...

Salve
Algumas vezes penso como na frase de Shakespeare: Todo o mal que o homem faz vive depois dele, o bem, contudo, é enterrado com seus ossos...
Abraços