sábado, 17 de maio de 2008

Estilos Musicais - Chorinho

Instrumentos utilizados no chorinho ou choro brasileiro.
.
A cultura brasileira é vasta e riquíssima. Já postei sobre as lendas, letras de música, danças típicas. Chegou a hora dos estilos musicais. Escolhi o Chorinho (choro) para começar por ser uma música popular e instrumental, com mais de 130 anos de existência. Segue a explicação desse estilo musical.
.
"Os conjuntos que o executam são chamados de regionais e os músicos, compositores ou instrumentistas, são chamados de chorões. Apesar do nome, o gênero é em geral de ritmo agitado e alegre, caracterizado pelo virtuosismo e improviso dos participantes, que precisam ter muito estudo e técnica, ou pleno domínio de seu instrumento. O choro é considerado a primeira música urbana típica do Brasil e difícil de ser executado.
O conjunto regional é geralmente formado por um ou mais instrumentos de solo, como flauta, bandolim e cavaquinho, que executam a melodia. O cavaquinho faz o centro do ritmo e um mais violões e o violão de 7 cordas formam a base do conjunto, além do pandeiro como marcador de ritmo.
Surgiu, provavelmente, em meados de 1870, no Rio de Janeiro, e nesse início era considerado apenas uma forma abrasileirada dos músicos da época tocarem os ritmos estrangeiros, que eram populares naquele tempo, como os europeus Xote, Valsa e principalmente Polca, além dos africanos como Lundu. O flautista Joaquim Calado é considerado um dos criadores do Choro (chorinho), ou pelo menos um dos principais colaboradores para a fixação do gênero, quando incorporou ao solo de flauta, dois violões e um cavaquinho, que improvisaram livremente em torno da melodia, uma característica do Choro moderno, que recebeu forte influência dos ritmos que no início eram somente interpretados, demorando algumas décadas para ser considerado um gênero musical.
Alguns dos chorões mais conhecidos são Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth e Pixinguinha. Alguns dos chorinhos mais famosos são:
  • "Tico-Tico no Fubá", de Zequinha de Abreu
  • "Brasileirinho", de Waldir Azevedo
  • "Noites Cariocas", de Jacob do Bandolim
  • "Carinhoso", de Pixinguinha
  • "O violão e a flor", de Toninho Ramos
Dentre as composições de Heitor Villa-Lobos, o ciclo dos Choros é considerado a mais significativa. O chorão mais conhecido e ativo da atualidade é o virtuoso flautista e compositor Altamiro Carrilho, que já se apresentou em mais de 40 países difundindo o gênero."
Fonte Wikipédia, a enciclopédia livre

Espero ter colaborado com o conhecimento geral. O Brasil não é somente samba e futebol, nem violência e miséria. Temos uma vasta cultura influenciada por diversas culturas estrangeiras e nacionais. A idéia de construir esse Labirinto não é publicar apenas poesias, mas também para divulgar as riquezas de meu país em sua diversidade ímpar e inigualável.

No lado esquerdo da página estão alguns vídeos de chorinho, clique num deles. Antes pause a música no Labirinto Musical no final desta página para ouvir o choro.

Fiquem bem!

Por Bruxinhachellot

22 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Permita-me acrescentar importância enorme de Waldir Azevedo no Chorinho, porque foi por intermédio dele que o cavaquinho passou a ser também utilizado como instrumento de solo e não só de base, como cita seu primoroso texto. Isto, é lógico, sem contar com sua valiosíssima obra que traz composições que levaram e levam o Chorinho para o mundo inteiro.
Cadinho RoCo

Bruxinhachellot disse...

Permito sim e agradeço a colaboração. Bjs Cadinho.

Loba, a Keila disse...

Waldir Azevêdo e sua sensibilidade marcaram a minha infância, Bruxinha. Pena que os jovens da atualidade não escutem, não sabem o que é uma boa música.

Você viu, como a coisa ficou e está feia na política brasileira? Perder Roraima, a ameaça do clube militar da aronautica, a demissão voluntária da Marina, agora o NYT afirma que a Amazônia é patrimônio da humanidade. Dizem que a briga americana começa a ser por água. Pelo visto, água e matas, pois não duvido que psdb e pt tenham recebido $$$ pela entrga do nosso patrimonio, pois o que esse povo enriqueceu!!!!

BeijUivoooooooooosssssss da Loba

Deusa Odoya disse...

muito lindo seu blog e parabens peloespetáculo, que nos dá Waldir azevedo com seus chorinhos.
alegre nossos corações com belíssimas músicas .
Uma boa semana para tí amiga.
Com muita paz e amor em seu coração.
Te aguardo no meu cantinho.
Regina Coeli.

Renata Cordeiro disse...

Post interessante que nos remete às origens da nossa música.
Passe no meu blog:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um abraço,
Renata

Mestre Splinter disse...

Excelente post, querida brujita! Meus parabéns!






...é raro, hás de concordar, este tipo de consciência nos demais brasileiros, que não em nós gaúchos... sim, eu sei, muitos têm o gaúcho por petulante, orgulhoso, intransigente, ''xucro'', enfim... e sim, somos tudo isso, certamente... mas os gaúchos (repara bem, gaúchos, não meramente riograndenses) têm por uma de suas características intrínsecas também o amor, a devoção às suas coisas nativas, suas canções, costumes, à história que não se conta em livros... uma atitude que, à mim, parece faltar ao resto dos brasileiros, sabe-se lá por qüais alienantes motivos, e que impedem a preservação de todo um legado cultural riquíssimo, verdadeiro e único...

Eu, não curto choro... nem samba (exceto o trabalho do imortal Bezerra, cujo trabalho teve essa mesma intenção de retratar seu tempo), ou estas coisas ''alegres'', hehehe... qüando não estou curtindo um Metal(que é uma manifestação global, que qüando bem feito abrange todos estes universos), prefiro as chacareras e chamarritas de mi pago, como já deves ter percebido... e as milongas, obviamante... àh, as milongas... um dia o restante do mundo ainda descobrirá estas paisagens sublimes tornadas acordes, pampa vertido em música, e quiçá as pessoas possam levar suas vidas sem se atormentarem tanto...

...bueno, parece que me estendi de novo, hehehe... sei que já te fiz o convite antes, mas reintero e te falo p'ra conheceres um pouco mais destas coisas que falo, no nosso Fórum, em sua seção nativa... até tendo em vista que o que deve chegar até aí em cima hoje em dia seja, em grande maioria, apenas o estilo populesco distorcionado, voltado ao consumo de massa...
...usa o que quieseres de lá como bem entenderes, e se achares por bem postar algo aqui no Labirinto, nos sentiríamos honrados, imensamente...



...un abrazo, y el beso aquel!

Gustavo Santiago disse...

parabéns gostei dessa postagem.

Acho tão bom pessoas divulgar um pouco da nossa cultura rica, ainda mais a música brasileira.

Olha e salve o choorinhoo.

Tem um bar que eu frequento de vez em quando. Todo domingo lá é só chorinho. E que desça as garaafas de Uísque.
abraço.

DelfimPeixoto disse...

Uma boa lição sobre a música brasileira... gostei muito ( sabe que muitos desses instrumentos são originários da minha terra natal? O cavaquinho, por exemplo, ou UKULELE...
bjs

Conceição Bernardino disse...

LANÇAMENTO DO LIVRO “SINAIS DO SILÊNCIO” – Rosa Maria Anselmo
Queridos Amigos (as)

"Sinais do Silêncio" está quase a nascer! A sua apresentação será feita no dia 7 de Junho, pelas 16 horas, no Diana Bar – Av. dos Banhos, Praia da Póvoa de Varzim. Será um privilégio ter a vossa companhia nesse dia.
A apresentação do Livro será feita pela poetisa Conceição Bernardino, e o prefácio da autoria de Alice Santos. Aqui fica um excerto desse mesmo prefácio:
"No segundo livro de Rosa Maria encontramos uma mulher muito mais liberta, onde a escrita e a paixão andam de mãos dadas, inseparáveis, qual par de amantes.
Surge uma Rosa que resolveu desabrochar e nos mostra a alma desnudada, sem pudor ou preconceito, sem receios, medos, falsos moralismos. Uma mulher mais atrevida nas palavras, com diálogos interditos, e, por isso, mais despida de si e vestida de candura, sedução e desejos.
A sua essência consegue conquistar o impossível pois, quem ler estes versos vai ser protagonista do encontro mágico entre o ser e o sentir.
A poesia entranha-se de mansinho na alma do leitor, entreabrindo a porta da imaginação e deixando-o transformar-se em tudo o que sempre sonhou e nunca ousou concretizar."
Espero por si.
Rosa Maria Anselmo


http://ocantodarosa.blogspot.com

email da autora – rosaafernandes@gmail.com

Obrigada Beijos – Conceição Bernardino

Lyra disse...

Daqui, de Portugal, agradeço esta bela partilha.

Beijinhos e até breve.

;O)

Cila & Di disse...

Obrigado pela visita ao meu cantinho, volte sempre que quiser.
Gostei muito deste seu espaço...vou voltar!
Beijo doce!

CATARINA POETA disse...

É sempre bom ler coisas tão positivas. Beijo grande!

maria josé quintela disse...

muito obrigada pela visita e por esta partilha sobre música brasileira.


gostei de estar aqui.


um beijo.

ana poeta. disse...

Bruxinha Chellot.

Uma grata surpresa encontrei qdo abri minha caixa de coments, vim retribuir e agradecer a tua visita, tuas palavras carinhosas ainda ressoam em minha mente, sinceramente não sei se as mereço. Voltarei mais vezes.


Beijos Poéticos.
;**

p.s: Ah, o xorinho é um ritmo musical ímpar, boa escolha,afinal, divulgar a nossa cultura é sinônimo de sensibilidade e generosidade.Parabéns!

Colibri disse...

Oi Bruxinha,

Eu adoro a música brasileira de quase todos os estilos. Embora não seja de modo nenhum um bom conhecedor, sei da existência de uma diversidade impressionante de estilos, sub-estilos, artistas, regiões, especificidades, etc.

Delícia!!!

Queruby disse...

Ola obrigada pela visita e pelo comentario.
Tambem gostei bastante do teu cantinho.

Beijufas de Luz!!

Gerlane disse...

Não sabia muito sobre a história do chorinho, mas, aqui em Recife há sempre encontro de chorões nos últimos sábados de cada mês, em alguns restaurantes tradicionais da cidade e, sempre são momentos singulares.

Um abraço!

Vieira Calado disse...

Obrigado.
Fiquei a saber bem mais do que sabia.
Bom fim de semana

lua prateada disse...

Sobrevoei nas asas do vento
Parei em teu cantinho
Deixando aqui cair
Todo o meu carinho.

Deixando também a paz
Que de mim emana
E te desejando
Um lindo fim de semana.

Beijinho prateado

SOL

Estrela do Sul disse...

Nao percebo absolutamente nada da cultura brasileira, amiguinha. Mas agora fikei um pouco mais rico. Muito Obrigado

Olá...
Um verdadeiro amigo,
nunca invade a nossa vida
Simplesmente conquista
Obrigado pela sua amizade.
Beijos

Um optimo fim de semana

Abraço amigo

Mario Rodrigues

Mário Margaride disse...

Olá amiga!

Obrigado, pela tua visita e comentário no meu cantinho.

De facto a cultura brasileira é muito rica. Ao vir aqui a este teu belo espaço, saio muito mais enriquecido.

Bo domingo

Beijinhos...

Mário

Marco disse...

Bom saber ou redescobrir estas coisas. A música brasileira é riquíssima. Os gringos ficam de quatro quando a ouvem. Pena que nosso povo prefire ouvir músicas americanas e não dão valor às nossas coisas, nossa cultura. Você está prestando um valiosíssimo serviço, bruxinha. Carpe Diem.