sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Senhora da Escuridão


Um vento gelado açoita o corpo frágil
Transtornado pela dor pungente
Os passos trôpegos, as pupilas dilatadas
Buscam descanso aos membros dormentes.
.
Murmurando numa língua antiga
Um suave acalanto envolvente
Ela tenta se libertar das correntes invisíveis
Dos sentimentos que corroem o peito ardente.
.
Nuvens carregadas movem-se no alto
Bruscamente o vento muda de direção
Ao longe avista o abrigo perfeito
Os pés ligeiros levam-na dentro da escuridão.
.
Tateando as paredes, aprofunda-se na caverna
Tremores sacodem seu corpo fatigado
Não teme o desconhecido, segue adiante
Ouve-se ao fundo um clamor angustiado.
.
As forças esvaem-se, ela bem sabe
Raciocínio rápido, toca o cabo da espada
Um arrepio de medo penetra a pele
Casulos pendidos ao teto, formas difusas na entrada.
.
A anfitriã deveria ter saído, pensava
O olhar buscava um suspiro de vida
A sua direita um dos casulos dançava
A lâmina afiada abriu uma fenda.

Um gemido agudo doeu-lhe n'alma
Longas passadas, enlaçou o pequeno
Quanto tempo ainda lhe restava
Antes que surtisse efeito, o veneno.
.
Audição apurada, o corpo gira
A negra criatura chegara sorrateira
Pulso preso, respiração ofegante
Soerguendo a espada arrebenta a teia.
.
O pequeno, tremendo, procura esconderijo
Bailam as patas numa rapidez eminente
Um grito irado vibra no ar
A arma élfica perfura o negro ventre.
.
O imenso corpo tomba inerte
Suada e dolorida carrega a criança
Uma suave brisa acaricia seu rosto
Como a oferecer uma trégua, esperança.
.
Último recurso a grande deusa
Corpo e alma entregarás
A salvação dele, sua perdição
Um pacto eterno selarás.
.
As correntes foram rompidas
Essência do saber - liberdade
És senhora da escuridão
Tece seu destino pela eternidade.
.
Autora: Cláudia Valéria Miqueloti (Chellot) ou se prefirirem Bruxinhachellot
.
Obs: Essa poesia refere-se a uma aventura de RPG que participei faz alguns anos.
.
Quando quiserem ler algo novo de minha autoria acessem o site Recanto das Letras. No Recanto há sempre algo de bom para ser lido e apreciado. Aguardo a visita.
.

No endereço acima encontrará a poesia Eu e o Silêncio. Uma poesia que escrevi nos meus tempos de juventude.
.

Fiquem bem.
.
Beijos doces de sol e de lua.

18 comentários:

Betânia Lisboa disse...

Que liiiinda poesia.
Desejo-lhe uma semana cheia de luz e paz.
Um abraço.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA AMIGA... MARAVILHOSO POEMA... SIMPLESMENTE DIVINO... BEIJINHOS DE CARNHO,
FERNANDINHA

•.¸¸.ஐBruneLLa Tigress disse...

Que poesia mais linda!
*__________________________*
Amei, profundamente!
E me identifiquei também!

beijos e borboleteios

Rain Sister disse...

Gostava de escrever assim. Beijinhos

Sindarin disse...

Olá minha amiga! desculpe a ausência. Linda esta senhora da escuridão k lute pela liberdade. Um grande beijinho para você amiga. obrigado pela visita.

Colibri disse...

Cara amiga,

Há quanto tempo... Obrigado pela sua visita.

Te desejo muita luz, muita alegria e paz.

Beijos
Colibri
------
Os meus últimos sentires…
Testemunho dramático…
A filha da onça…
Parte 11 - Fotos do Lobito (Parte I)…
Camarões ornamentais…

Ju disse...

uau... uma história super narrativa em forma de poema! lindo mesmo, parabéns!
beijos e feliz 2009!
: )

Daniel Aladiah disse...

Querida Cláudia
Poema que pode ter uma leitura mística...
Um beijo
Daniel

Jaqueline Sales disse...

Composições de tirar o fôlego, Bruxinha. Pelo visto, sensibilidade e facilidade em lidar com as palavras estão contaminando grande parte das amigas blogueiras, o que em si é bárbaro.

BeijUivooooooooooossssssssss da Loba

Alma Solitaria disse...

Obrigada pela visita amiguinha volte sempre.

Lua disse...

Lindo seu blog, você gosta de selos, tem um para você lá no meu blog, se gostar e quiser pega-lo.

Bjs

menteinquietaprocuraresposta disse...

Muito agradavel seu blog!!!!
Espero que me permita voltar mais vezes!!!!!

Questionadora

Lviz de Andrade Pherreira disse...

muito bonito. gostei.

parabens de viseu(PT)

Nilson Barcelli disse...

Soberbo querida amiga, o seu poema demonstra, mais uma vez, o seu imenso "fôlego" poético.
Gostei muito, parabéns.
Beijos.

Priscila Petrarca disse...

muuuuuuuuuito bom!

Priscila Petrarca disse...

muuuuuuuuuito bom!

Deusa Odoyá disse...

Olá minha amiga.
Estva ausente por problemas de saúde, retornando aos poucos.
Um lindo poema.
Muita luz, paz e amor.
Que deus continue iluminando seus caminhos.
Beijinhos doce de sua miga de blog.
Regina Coeli.

Naty disse...

ola passei para te desejar um bom fim de semana
bjs naty