sexta-feira, 12 de junho de 2009

Borboletinha Apaixonada


Vou voando, vou voando
Não sei bem onde vai dar
Vou abrindo, vou fechando
Minhas asas devagar

Encontrei um velho campo
De flores multicoloridas
Devagar já vou pousando
Vou escolher minha preferida

Numa rosa eu pousei
Minhas asas descansando
Por ela me apaixonei
E meu coração bateu vibrando

Sou uma borboletinha apaixonada
Que vive a suspirar
Por uma rosa que me agrada
E por quem sempre irei amar
.
Autora: Cláudia Valéria Miqueloti (Chellot)
.
Dedico essa poesia a todos os namorados.
.
Beijos doces em vossos corações.

5 comentários:

Vieira Calado disse...

Que pena eu não ser namorado!

Bem. Não faz mal.
Obrigado, na mesma.

Beijinhosss

Bruxinhachellot disse...

Também não sou namorada Vieira, mesmo assim dedico essaia aos que não são namorados.

Nobre Epígono disse...

Uma borboletinha pousou em minha corte... ;D

Feliz com o seu comentário.
Leia sim o livro. É lindo.

Um beijo!
;D

O Profeta disse...

Um areal morno acolheu
Teus passos ávidos da chegada
Caminhas na procura das marcas
De uma espera desencontrada

Calmaria!
A bonança reivindicou o Sol no celeste
Uniram-se os pedaços de rasgada vela
Tua alma retomou o sonho adiante


Boa semana


Mágico beijo

Claudinha ੴ disse...

Menina que gracinha de poesia! É coisa de fada, certamente!
Adorei a viagem que me fez no tempo, ao ver os bonequinhos do "Amar é"... Eles fizeram parte de minha adolescência e eu preciso escrever sobre isto qualquer dia... Beijos!