sexta-feira, 10 de julho de 2009

Rir

.
Rir
Por dentro e por fora
Que a alegria não tem hora
.
Rir
Não há remédio mais eficaz
Cura a dor e algo mais
.
Rir
Semente de felicidade
Não escolhe sexo nem idade
.
Rir
De tudo e de nada
Até virar uma gargalhada
.
Autoria (Cláudia Valéria Miqueloti - Chellot)
.
Riam sempre amigos, mas se a dor for mais forte, chorem e depois riam novamente.
.
Beijos doces com sabor de um arco-íris de chocolate com morangos.
.
Não esqueçam de ler o novo capítulo do conto A Fada e o Nobre pirata em:

3 comentários:

Claudinha ੴ disse...

Olá Xará!
O riso, além de um santo remédio é uma poderosa arma. Se for sincero pode vencer batalhas, até guerras! Adorei a poesia! (E a música ,como sempre!)
Beijos!

*Ontem vi Nárnia pela 3ª vez com Ana, rsrsrs

Cris disse...

rir sempre!
obrigada pela visita...adoro ler vc ;) beijão!

comme des habitudes disse...

olá claudia!! desculpa a invasão que lindo poema. tou procura de blogs interessantes. achei o seu ótimo!!!
abraços.. se quiser pode me seguir..

leandro cardoso.