domingo, 15 de janeiro de 2012

Talvez

Foto tirada por mim na praia de Barra de São João - RJ


Se eu criasse coragem para te amar,
talvez nascessem flores dentro de mim
e as enganosas promessas vazias
se transformariam em jardins luminosos
bailando ao sol da manhã.

Se eu criasse coragem para te amar,
talvez houvesse sonhos
com os quais eu pudesse construir
fortalezas em meu espírito amedrontado
pela covardia em não lutar por seu amor.

Se eu criasse coragem para te amar,
talvez apenas talvez houvesse
uma chance de esperança para viver
plenamente sem temer o amanhã
e aí talvez eu pudesse ser feliz.

Se eu criasse coragem para te amar,
o talvez fosse desnecessário existir,
pois haveria a certeza, sem margens para dúvidas
de que o amor derruba todas as barreiras
e reina poderoso por toda a eternidade.

Chellot – novembro de 2011

Do livro Ponteiros do Tempo (em breve)

3 comentários:

Maria Oliveira disse...

Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

Ah,tem 2 sorteios rolando por lá,participa!

http://umamulherbemvestida.blogspot.com

Ecologicas disse...

Olá!
Siga o Ecológicas e fique por dentro do blog que aborda os problemas sócio-ambientais causados pela agricultura moderna.
Vamos trabalhar pela oferta de alimentos de boa qualidade,obtidos sem agredir a natureza. JUNTE-SE A NÓS!

A defesa do meio ambiente começa conosco,
com nossa saúde, com nossa integridade.

Obrigada

Lourdinha Vilela disse...

Muito lindo. Estou encantada com o blog. Também amo poesias . meu blog.é www.expressodointerior.blogspot.com
ficarei super feliz com sua visita.