quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Minha Infãncia

MINHA INFÂNCIA

Momentos que ficarão na memória
Indômitos sentimentos pueris
No picadeiro improvisando estórias
Hoje sou mais feliz
Alegrias, segredos, vitória


Inspiraram sonhos sem fim
Nas ruas a brincadeira não tinha hora
Fui rainha de meu jardim
Ânsia que nunca evapora
Novos amigos sorriram pra mim
Com eles fiz minha história
Infância equilibrando-se nos patins
Amiga sincera ofereço-lhe essa dedicatória

Autoria: Cláudia Valéria Miqueloti - Chellot

Do livro Ponteiros do Tempo (em breve)

6 comentários:

Paulo Ghiraldelli Jr. disse...

Cláudia, você questionou meu texto. Minha resposta eu dei a você, no Facebook, em meu perfil:

http://www.facebook.com/paulo.ghiraldelli.jr?sk=wall

Porque eu mato a leitoa e mostro o pau.

Passar bem!

fêrlyvictoria disse...

Passando&seeguindo. Beijiinhos :*
@per_feitosparaoamor
@ferly_victoria
http://reverseobrlife.blogspot.com/

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
Eu sinto falta da minha infância.Podíamos sair a noite e brincar de esconde esconde pelas ruas da cidade.
Hoje com certeza não dá para fazer isso.
Grande abraço
se cuida

Jacqueline disse...

Olá,
Obrigada por sua visita e comentário em meu blog. Obrigada também por se inscrever para acompanhá-lo. Venha sempre que quiser, será muito bem-vinda! Abraços.

Sandra disse...

Oiiiii...
Passando para deixar o meu carinho muito especial

"Amizade, palavra que designa vários sentimentos, que não pode ser trocada por meras coisas materiais.
Deve ser guardada e conservada no coração."

Carinhosamente
Até mais,
Sandra

Benedito Inácio Neto disse...

Que belo poema Claúdia, acho maravilhoso que tem o dom de ultrapassar para as letras o sentimento que mora no fundo do coração. Parabéns, se quiser ver alguns poemas de minha autoria entre em meu blog http://netoinaciosenador.blogspot.com
Obrigado poetiza da vida.