terça-feira, 18 de setembro de 2012

UM OUTRO VOCÊ





Um dia conheci alguém
Que me deu amor e respeito
Éramos felizes como ninguém
Mas fomos tolos em ouvir conselhos

De um momento para outro
O que construímos desabou
Nosso mundo separou-se absorto
Não houve meios de nos reaproximar

Ciclos de vida foram passados
Renasci sem nenhuma lembrança
Mas meu coração não pode esquecer

Após tantas vidas separadas
Pude por fim ter a esperança
Ao encontrar um outro você
***
Chellot

Do livro Ponteiros do Tempo (em breve)

4 comentários:

DE-PROPOSITO disse...

O que construímos desabou
--------
Na vida, tudo o que se ergue, um dia acaba por cair.
São leis que nós não podemos reger.
------
Felicidades
Manuel

Sandra disse...

VOU TE ESPERAR AMANHÃ NESTE CANTINHO BEM ESPECIAL http://sandrarandrade7.blogspot.com.br/
TEM SURPRESA BEM ESPECIAL PARA OS AMIGOS ESPECEIAIS. VENHA VOU TE ESPERAR, NA CURIOSA TANBÉM TEM O LINK PARA A GRANDE SURPRESA, NÃO DEIXE DE VIR. VOCÊ É O MEU(MINHA) CONVIDADO(A) ESPECIAL.
CARINHOSAMENTE.
SANDRA
AMIGOS COMPARTILHAM. PRINCIPALMENTE NESTA DATA BEM ESPECIAL DA MINHA VIDA.
CELEBRE A VIDA.

Nilson Barcelli disse...

Todos temos vários "eus"...
Gostei muito do teu soneto, é magnífico.
Chellot, querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Gisela M. Bortoloso disse...

Lindo Poema.
um abraço
Gisela - Ler para Divertir